“A Música de Bandas” é tema de videoaula da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN na próxima terça-feira

Google+PinterestLinkedInTumblr+

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico promove para o dia 27 de abril, no “Programa Formação”, uma videoaula sobre A Música de Bandas, com Leandro Serafim e participação especial de Bembem Dantas. Gratuita e com vagas limitadas, os interessados podem se inscrever pelo Sympla até segunda-feira (26).

Uma das principais expressões musicais por todos os cantos do RN é a música de banda, sejam elas filarmônicas, sinfônicas, bandas militares ou outras formações. As bandas, desse modo, marcaram e marcam o ingresso de crianças e adolescentes no mundo da música, tendo início de suas vidas profissionais e a paixão pela arte musical. Por tamanha importância, a FUNARTE – Fundação Nacional de Artes criou um ‘Programa Nacional de Bandas’ para acolher e fomentar a criação e a manutenção de bandas de música em todo o território nacional. “O RN tem uma manifestação de bandas de músicas das mais significativas do Nordeste e do Brasil. 100% dos músicos de sopro iniciam nesses tipos de banda. O Banco Mundial, por exemplo, investiu 10 milhões para o programa de Bandas Filarmônicas da juventude nos últimos 10 anos”, comenta Tatiane Fernandes, diretora de produção da OSRN.

O convidado para ministrar a aula deste mês, Leandro Serafim, irá compartilhar um conteúdo histórico para auxiliar na ampliação e formação de jovens estudantes do ramo e também para o público interessado em se aprofundar na história da música no Brasil, desde os tempos anteriores a chegada dos colonizadores. A videoaula conta ainda com a participação do Maestro Bembem Dantas, uma das principais referências nessa expressão, responsável pela criação de mais de 80 bandas no Rio Grande do Norte e coordenador do programa Bandas Filarmônicas.

Conheça os convidados do mês

Leandro Serafim é maestro, trompetista e professor. Nasceu em Gramado-RS, é técnico em música com habilitação em trompete pela EST (São Leopoldo); licenciado em música na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRS; mestre em educação musical pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); doutor em educação, no eixo de música, pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e em música pela Université Laval, no Canadá.

Tem por experiência profissional: regência, ensino de instrumentos de sopro e percussão em bandas escolares;  função de trompetista em diversas orquestras; cargo de técnico de planejamento e controle de produção do curso de Licenciatura em Música da UFRGS em Modalidade a Distância; regência da Orquestra Jovem de Gramado e da Orquestra Jovem de Novo Hamburgo; Direção Artística da Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo; Coordenação Artística das seis primeiras edições do Gramado in Concert – Festival Internacional de Música, onde também atuou como regente da Banda Sinfônica do Festival; foi coordenador das quatro primeiras edições do Concurso de Composição Erudita e das três primeiras edições do Concurso Jovens Solistas do festival Gramado in Concert, participou como maestro da Orquestra Jovem Internacional e da International Brass Ensemble do Festival de Orquestras Jovens Eurochestries nas seguintes edições: Sobral/Brasil (2015 e 2019), Charente Maritime/França (2016), Qingdao/China (2017) e Québec/Canadá (2018) e atualmente é professor de sopros – metais UFC, atuando também como regente da Orquestra Sinfônica e da Banda Sinfônica da UFC.

Maestro Bembem Dantas

Idealizador e coordenador do projeto de Bandas Filarmônicas da Juventude, em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte e Banco Mundial, Humberto Dantas ganhou o apelido de Bembem aos 10 anos de idade, quando fez seu primeiro teste de aptidão para a música. A nota máxima lhe rendeu a vaga de trompete na Filarmônica Justino Dantas de São José do Seridó.

Ao comentar o porquê de seu apelido, o maestro explica: “Foi a música que cantei, que tinha uma passagem bem aguda e rítmica ao qual dizia: ‘bem feito’ e alguns entenderam ‘bembem’. Como eu era da zona rural e ninguém me conhecia na cidade, ficou na memória de alguns a palavra ‘bembem’, e assim, logo o próprio Urbano Medeiros – maestro avaliador na época -, adotou o apelido e já nas aulas teóricas todos me conheciam de tal forma”.

E o apelido Bembem, que o acompanha até hoje, virou sinônimo de um regente dedicado ao ensino da música às crianças e jovens de Cruzeta-RN. (Humberto entrou para a Banda de Cruzeta e em 1988 assumiu sua direção, levando-a ao reconhecimento nacional por sua qualidade técnica e de gestão).

Natural de Acari-RN, conta que seu primeiro contato com a música foi através de sua mãe, Francisca Dantas, respeitada violonista autodidata.  E a exemplo dela, também autodidata, Bembem é um profissional dedicado ao ensino musical e na defesa das bandas como instituições culturais, artísticas, educacionais e de inclusão social – atividade com potencial para gerar desenvolvimento humano e econômico para as cidades.

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. E a temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Companhia Energética do Rio Grande do Norte – Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais. Apoio G7 Comunicação.

YouTube –  https://www.youtube.com/channel/UCH0Ui-ioCNEDxZ18Hvs6gvA

Facebook – @rnsinfonica

Instagram – @rnsinfonica

Link para inscrições: https://www.sympla.com.br/a-musica-de-bandas-com-leandro-serafim-e-participacao-de-bembem-dantas__1193938

 

 

 

 

 

Compartilhe.

Deixe uma resposta

seis + dois =