Cresce número de novos alunos no Espaço Alexa de música durante isolamento social

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Quarto, sala, quintal, ou até mesmo a cozinha, serve de espaço para as aulas remotas do Espaço Alexa de Música. O novo formato teve início em junho, com a adesão de aproximadamente 50% alunos do projeto. Esta porcentagem é um pouco maior se computado os não cadastrados, que estão aderindo ao processo durante a pandemia.  Os novos alunos são pais, tios e até avós, dos menores inscritos no projeto, que estão tendo aula num formato diferente.

Para a realização das aulas, em tempo real, o projeto adotou a plataforma Meet. As atividades acontecem em dois momentos. Num primeiro momento, o professor posta uma vídeo-aula no canal do youtube, disponibiliza o link para o aluno, que tem uma semana para estudar. O segundo momento é o encontro dos alunos com o professor via plataforma meet. É aí que a família entra com olhar atendo das aulas. Houve caso de uma mãe que, literalmente, está aprendendo flauta com os filhos, e uma avó, de 81 anos, que também está participando das aulas.

A participação da família já faz parte do projeto que hoje atende mais de 400 alunos em dois Polos de atuação: Aclimação e São Jorge. São oferecidas aulas de violão para responsáveis pelo menor inscrito no projeto. Mas a adesão agora é por outros instrumentos e os pais participam ainda, das aulas de vivência musical.

Empréstimo de instrumentos estimula aulas remotas

O empréstimo de instrumentos foi um dos recursos utilizados para a motivação das aulas em casa. Grande parte dos alunos do projeto Espaço Alexa de Música não possuem instrumentos, e durante as aulas presenciais utilizam os do projeto. De forma que foi viabilizado o empréstimo de instrumentos para as aulas remotas.

Mas há um outro fator que dificulta as aulas remotas. Trata-se do acesso à internet. Muitos têm apenas um celular para dividir com toda a família e o uso da internet em casa está ligada diretamente aos dados do celular, o que encarece e inviabiliza o processo. Há casos que a mãe baixa o vídeo do youtube acessando um wi fi na rua, salva, e depois disponibiliza para o filho em casa. Há família que não mede esforços para a participação dos menores no projeto.

A equipe do Espaço Alexa de Música também não mede esforços para manter o projeto ativo. Isso porque acredita na música como agente transformador, e tem a certeza do bem que o projeto tem feito às famílias.

Orquestra Alexa se reinventa e toca em novo formato

Desde abril a Orquestra vem se reinventando e “unindo” os alunos “separadamente” para a prática de conjunto. A música escolhida para dar início a uma série foi Hallelujah, em seguida tocaram Beliver. A terceira música já está sendo preparada e logo será apresentada a vocês com algumas novidades.

Mais que um grupo de crianças e adolescentes tocando juntos em uma versão diferente, a atividade mostrou a eficácia do trabalho em equipe, e que para atingir o objetivo esperado todas as pessoas têm igual importância.

As aulas do Espaço Alexa de Música estão suspensas desde 16 de março em virtude da pandemia. O contato com a família é realizado via whatsaap.

Compartilhe.

Deixe uma resposta

12 − sete =