Maestro de orquestra na Bahia realiza ensaio com músicos pela internet por causa do coronavírus

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Para não interromper atividades da Neojiba, em Salvador/BA, músicos usaram a tecnologia para ensaiar

Os integrantes da orquestra juvenil dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), em Salvado/BAr, estão ensaiando por videoconferência. A mudança na rotina ocorreu para evitar a disseminação do coronavírus, que já atingiu 31 pacientes na Bahia.

Por causa do coronavírus, a prefeitura de Salvador anunciou uma série de medidas de enfrentamento como fechamento de escolas, proibição de eventos, fechamento de praias, redução na frota de ônibus, entre outros.

No ensaio do Neojiba, cerca de 120 músicos participaram do primeiro encontro virtual, realizado na quinta-feira (19). Da sede do Neojiba, no bairro da Liberdade, o maestro Ricardo Castro comandou os ensaios.

“A gente que é músico sabe que a nossa atividade é equivalente à atividade religiosa, a gente não para a nossa atividade. É uma coisa que é fundamental. Quem vive a música não para sob qualquer hipótese”, destaca o maestro.

Ricardo Castro explica que apesar do distanciamento social ter colocado a população diante de um dilema, a tecnologia permitiu a reunião de outra forma.

“Vocês devem lembrar da cena do Titanic, do quarteto tocando, sabendo que ia morrer e tocando até o final. Não quero fazer um paralelo com agora, nós vamos sair dessa situação, mas o nosso programa tem de particular promover a prática coletiva”, contou.

O Neojiba é um projeto que alia, de forma pioneira na Bahia, cultura, educação e desenvolvimento social. O programa foi criado em 2007 pelo maestro Ricardo Castro e está vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), sob a gestão do Instituto de Ação Social pela Música (IASPM).

Mais de 10 mil integrantes já foram atendidos pela iniciativa. O Neojiba possui 13 núcleos, que são responsáveis pelo atendimento direto a 1,7 mil crianças, adolescentes e jovens de 4 a 27 anos, em Salvador e no interior do estado.

A Bahia já tem 33 casos confirmados do coronavírus. Do total, 18 são em Salvador; 4 em Porto Seguro; 1 em Prado; 3 em Lauro de Freitas; 6 em Feira de Santana; e 1 em Itabuna.

Além disso, de janeiro até as 11h desta sexta-feira, a Bahia registrou 1.310 casos notificados com suspeita clínica de infecção pelo novo coronavírus. Destes, 33 foram confirmados, 459 foram descartados e 818 aguardam análise laboratorial.
Fonte: G1

Compartilhe.

Deixe uma resposta

17 + 4 =