Orquestra Alexa, de Uberlândia/MG, se reinventa e toca Halleluhah em novo formato

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Crianças e adolescentes unidos e separados para tocar em conjunto

Hora de reinventar, aprender, reaprender, e acima de tudo MOTIVAR. Manter acesa a chama da esperança de dias melhores e até mesmo fazer com que percebam que hoje já é o dia melhor. Para manter viva esta motivação, o Instituto Alexa de Desenvolvimento vem apostando na comunicação interna, que abrange, além da equipe de trabalho, todos os participantes e parceiros dos projetos desenvolvido pelo Instituto.

A estratégia parece estar dando certo, tanto que foi possível realizar uma apresentação “quase todos juntos, mas separados”. A música escolhida para dar início a uma série foi Hallelujah, bastante propícia para os tempos que estamos vivendo.

Interessante! O trabalho é mesmo de “formiguinha”. Mais que montar um quebra cabeça. O trabalho é de criação das peças para a formação desse quebra cabeça. Em casa, os alunos de música se esforçaram e deram o máximo para gravar sozinhos, através da câmara de um celular, e enviar o vídeo para a equipe administrativa do Espaço Alexa, que encaminhava para o coordenador musical, responsável pela edição de som e imagem.

Mais que um grupo de crianças e adolescentes tocando juntos em uma versão diferente, a atividade mostrou a eficácia do trabalho em equipe, e que para atingir o objetivo esperado todas as pessoas têm igual importância.

As aulas do Espaço Alexa de Música estão suspensas desde 16 de março em virtude da pandemia. O contato é feito através de whatsaap.

 

 

 

 

Compartilhe.

Deixe uma resposta

dezesseis − dois =