Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto/SP anuncia novidades para temporada 2020

Google+PinterestLinkedInTumblr+

Reformas na sede da orquestra, homenagens a Beethoven e projeto de formação de músicos estão entre os planos da OSRP

A Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto (OSRP) começará 2020 com novidades para o público da região. Dentre as intenções da Sinfônica, estão homenagens a Beethoven, projeto de formação de músicos e a reforma da sede da orquestra, no Centro de Ribeirão Preto, que será transformada em um centro cultural voltado à população do município. As novidades foram anunciadas nesta terça-feira, 10, em coletiva de imprensa na sede da OSRP, que completará 99 anos neste ano.

O projeto de reforma do prédio que concentra as atividades da Orquestra Sinfônica local é a primeira iniciativa de revitalização desde que a sede foi adquirida, em outubro de 1958, pela Sociedade Musical de Ribeirão Preto – então mantenedora da Sinfônica. Na sede, localizada na Rua São Sebastião, acontecem ensaios para concertos e montagens de óperas, além de aulas e workshops de músicos. A intenção da OSRP é transformar o espaço em um centro cultural, que contemplará local para espetáculos (com plateia e arquibancada), café e até museu.

Silvio Contart, presidente da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, destaca que a revitalização do espaço visa conectar ainda mais a Sinfônica com as empresas e a população. “Queremos transformar a nossa sede para, além de uma sala de ensaio e um escritório administrativo, em centro cultural da cidade. Tentamos recuperar o papel e a interação da Orquestra com a sociedade através da abertura da sede para a comunidade”, observa.

“Vaquinha” on-line levanta recursos para reforma da sede da Orquestra de Ribeirão

União de forças

Em conjunto com parceiros, a Orquestra está promovendo ações beneficentes com o objetivo de captar recursos para as obras de restauração. Foi criada uma vaquinha on-line para contribuições da sociedade e, para os próximos meses, será lançada a “Metropolitano Music Parade”, exposição de violinos customizados por artistas locais, com leilão das obras de arte. Toda a renda arrecadada nessas ações será revertida ao projeto de revitalização da sede da OSRP.

As ideias foram da Regional Ribeirão Preto do Núcleo Metropolitano, programa que reúne empresários e profissionais das áreas de arquitetura, design e decoração com o objetivo de fomentar a cultura na cidade. Para Camila Gonzales, gestora do Núcleo Metropolitano Ribeirão, a intenção é incentivar ainda mais o crescimento dos projetos da Orquestra Sinfônica. “É uma causa muito grande. Abrimos esses projetos para focar no patrimônio histórico e cultural da cidade. O que nos agrada muito é fazer com que a arte dos nossos parceiros vá em forma de música”, diz.

Nova temporada

Para 2020, a Sinfônica de Ribeirão Preto terá programação especial de concertos. Em compasso com orquestras do mundo todo, a OSRP homenageará o compositor alemão Ludwig van Beethoven. A abertura da temporada será em março, no Theatro Pedro II, com a ópera Orfeu e Eurídice, regida pelo maestro Reginaldo Nascimento, que celebra seu décimo ano na OSRP. Ao todo, em 2019, foram 71 apresentações, com público total de quase 38 mil espectadores.

A OSRP ainda lançou, para esta temporada, o projeto “Adote um Músico”, com o intuito de formar instrumentistas para integrar o corpo de músicos da Sinfônica. Quinze jovens músicos, de 16 a 27 anos, terão aulas de violino, viola, violoncelo e contrabaixo ministradas por músicos da Sinfônica, com as bolsas de estudos financiadas por empresas e pessoas físicas de Ribeirão Preto. São 10 parcelas de R$ 1 mil por mês, em que R$ 700 são para as bolsas, e R$ 300 para custear professores e estrutura.

“Ribeirão Preto é um celeiro cultural e artístico já consolidado, e a Orquestra se sente na responsabilidade de criar oportunidades para jovens músicos. Entre o período de estudos e o profissional, aqui em Ribeirão, ainda existe uma lacuna. Vamos criar um ambiente para que esses jovens possam se profissionalizar. É a Orquestra inserida na sociedade de maneira transformadora”, afirma Reginaldo Nascimento, maestro e regente-titular da OSRP.

Fonte: Revide

Compartilhe.

Deixe uma resposta

onze + dezesseis =