Coro e Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí/SP apresentam “Requiem” de Mozart hoje (2)

Google+PinterestLinkedInTumblr+

A obra, popularmente conhecida como ‘missa dos mortos’, será o destaque deste concerto especial em celebração ao Dia de Finados, com participação dos solistas Marcos Baldini, Érika Andrade, Ramon Mundim e Vitor Mascarenhas

O Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – promove hoje, sábado (2), um concerto especial pelo Dia de Finados. Coro e Orquestra Sinfônica se unem para apresentar o “Requiem” – a missa dos mortos – do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart. O concerto será no Teatro Procópio Ferreira, às 20 horas, com entrada gratuita. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro.

De acordo com o maestro Edson Beltrami, esta foi a última peça escrita por Mozart e é considerada uma de suas melhores e mais famosas obras. “O ‘Requiem em ré menor (K. 626)’ é uma missa fúnebre, encomendada a Mozart pelo Conde Franz von Walsegg após a morte de sua esposa Anna, então com 20 anos de idade. A obra foi deixada incompleta, devido à morte de Mozart em 5 de dezembro de 1791, sendo completada posteriormente pelos amigos e discípulos do compositor: Franz Xaver Süßmayr, Joseph Leopold Eybler e, possivelmente, Franz Jacob Freystädtler”, comenta.

Anna Walsegg faleceu em 14 de fevereiro de 1791. Em julho do mesmo ano, bateu à porta de Mozart um desconhecido que desejava uma missa de réquiem para o memorial de sua falecida esposa, mas o Conde planejava dizer que fora ele o autor a obra – por isso o anonimato. Recusando-se a se identificar, o mensageiro encarregou Mozart de compor um réquiem em ré menor, deu-lhe um adiantamento de 50 ducados e avisou que retornaria em um mês com os outros 50 restantes.

Pouco tempo depois, Mozart foi convidado a escrever a ópera “A clemência de Tito”, para festejar a coroação de Leopoldo II. Quando subia com sua esposa Constanze na carruagem que os levaria a Praga, o desconhecido o abordou outra vez, perguntado por sua encomenda. Mozart, então, teria prometido completar a assim que voltasse de sua viagem. Todavia, Mozart conseguiu terminar apenas poucas partes do Réquiem antes da sua morte. “Cinco dias após a sua morte, em 10 de dezembro de 1791, o Introit do Requiem foi tocado em um serviço memorial para o próprio Mozart na Igreja de Miguel Arcanjo em Viena, tendo quase toda sua orquestração completada, provavelmente, por Franz Jacob Freystädtler”, acrescenta Beltrami.

O concerto terá a participação dos solistas Marcos Baldini (sopranista e regente convidado do Coro do Conservatório de Tatuí), Érika Andrade (soprano), Ramon Mundim (tenor) e Vitor Mascarenhas (barítono). Além do Requiem, a Orquestra Sinfônica apresentará ainda a “Sinfonia nº 40, em sol menor (KV. 550), também de Mozart.

O Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí foi criado em 1988. É formado por alunos e professores-monitores da instituição. Ao longo de sua trajetória, tem realizado apresentações importantes de repertório a capella, música brasileira, repertório sinfônico e óperas. É o único bicampeão do Mapa Cultural Paulista – tendo vencido as edições de 2001/2002 e 2007/2008.

A Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí foi fundada em 1985 para dar suporte à performance dos estudantes da área de Cordas Sinfônicas da instituição. Também formado por alunos e monitores, o grupo garante aos alunos ampla experiência de executar o repertório sinfônico, além de ser uma prévia do que os músicos encontrarão no mercado de trabalho. O grupo possui uma bagagem artística invejável e recebe regularmente diversos regentes e solistas consagrados.

O Maestro Edson Beltrami é formado em Flauta Transversal pelo Conservatório de Tatuí, vencedor de mais de uma dezena de concursos. Atuou por mais de dez anos como 1ª Flauta Solo convidado da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e já se apresentou, como flautista e maestro, nos mais importantes palcos do Brasil e do exterior. Desenvolve também intensa carreira como compositor, sendo suas obras editadas e publicadas nos Estados Unidos. Por 20 anos, foi regente da Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí, onde agora coordena a Orquestra Sinfônica e responde como Assessor Artístico.

Serviço:
Coro e Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí
Érica Andrade, soprano
Ramon Mundim, tenor
Vitor Mascarenhas, barítono
Marcos Baldini, sopranista e regente convidado do Coro
Edson Beltrami, regente
Data: 02 de novembro de 2019, sábado
Horário: 20h
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP
Entrada gratuita
Compartilhe.

Deixe uma resposta

cinco + um =