Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte lança concurso para jovens solistas

Google+PinterestLinkedInTumblr+

A plateia agora é virtual, mas a música e as ações continuam reais para a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte. O ‘Concurso Jovens Solistas OSRN’ é a nova iniciativa do grupo para se manter em movimento num cenário de pandemia sem concertos presenciais e eventos cancelados. A ação terá duas etapas, estadual e nacional, e convoca músicos jovens para exibir seus talentos numa disputa em território online. O resultado da etapa local será divulgado no programa ‘Terças Clássicas Ao Vivo com o Maestro’, no dia 26, às 20h, através dos canais no YouTube e Facebook. O apreciador de música clássica poderá se acomodar na poltrona de casa para assistir.

Concurso é a nova iniciativa da orquestra para se manter em movimento num cenário de pandemia O concurso faz parte do projeto Movimento Sinfônico e é voltado para instrumentistas potiguares e brasileiros entre 12 a 28 anos, e cantores de 12 a 30 anos.

As inscrições para a etapa estadual já estão abertas e seguirão até o dia 22 de maio no site da OSRN. Nessa fase poderão ser selecionados até 14 inscritos, sendo, de preferência, dois de cada uma das seguintes categorias: madeiras (oboé, flauta transversal, fagote, clarinete e saxofone), metais (trompete, trompa, trombone, eufônio e tuba), cordas friccionadas (violino, viola, violoncelo e contrabaixo), percussão (os comuns às práticas sinfônicas), violão, piano e canto.

As performances em vídeo dos selecionados serão apresentadas no no canal oficial da OSRN no Youtube e Facebook. O vencedor (ou vencedora) será escolhido ao vivo através da votação popular em sistema de votação online. A votação será realizada das 9h (os vídeos já estarão disponíveis para o público) até o final da exibição do material na programação ao vivo, às 20h, que também fará a divulgação do resultado durante o programa. O escolhido receberá prêmio em dinheiro de mil reais e um certificado.

A segunda etapa, nacional, será de 01 a 22 de junho. Linus Lerner, maestro da OSRN e diretor artístico, considera que o concurso é importante para o momento em vários níveis. “É uma ação capaz de incentivar o jovem a continuar estudando, para que ele continue tendo um objetivo mesmo isolado em casa.

Para os músicos também é uma possibilidade de tocarem, estudarem, fazerem um vídeo, destacar seu trabalho nas redes sociais e de certa forma participar da orquestra”, afirma, em entrevista à Tribuna do Norte. Linus ressalta que o vencedor não será incorporado à orquestra, mas haveria sim a possibilidade de ser convidado a tocar nela como solista, quando as atividades voltarem ao normal. “Acredito que esse seria um prêmio maior que o dinheiro, porque atuar como solista numa orquestra é o sonho de todo músico do segmento”, diz.

Clássicos online

O maestro ressalta que desde o início do isolamento social forçado devido o Covid-19, a orquestra tem procurado se manter em movimento através de iniciativas diversas. Linus destaca o pioneirismo do “Ao Vivo com o Maestro”, algo inédito no segmento de música clássica quando foi lançado, há dois meses. Já foram realizadas duas edições, uma em homenagem aos 180 anos de Tchaikovsky, em março, e outra em homenagem ao Maestro Duda, em abril. “Após a primeira a gente viu muita gente imitando o formato depois”, observa.

Trata-se de uma versão online das famosas Terças Clássicas da orquestra, em forma de programa conduzido ao vivo pelo maestro Linus Lerner, no qual ele entrevista pessoas ligadas à música, dá instruções como se fosse uma aula, que são seguidas de vídeos e comentários; as pessoas perguntam e o maestro responde às questões. Na ocasião também são exibidos vídeos da orquestra como se fosse uma apresentação ao vivo, ao lado de outros vídeos ligados ao tema do dia.

Fonte: Tribuna do Norte

 

Compartilhe.

Deixe uma resposta

2 × dois =