Orquestrando o Brasil e Bachiana Filarmônica SESI-SP brilham em concerto

Google+PinterestLinkedInTumblr+

O projeto Orquestrando o Brasil encantou os paulistanos mais uma vez. No último domingo (17), seis regentes e seis músicos se apresentaram em um concerto especial com a Bachiana Filarmônica SESI-SP, sob regência do maestro João Carlos Martins. A abertura teve a participação de crianças e jovens integrantes do Coral e Orquestra do Projeto de Educação Musical de Aparecida (Pemsa), projeto social mantido pelo Santuário de Aparecida e que atende mais de 600 jovens entre 7 e 17 anos.

“O Bachiana Meio-Dia é um concerto em formato de sarau, onde são chamados ao palco grandes expoentes da música erudita brasileira para compartilhar seus talentos com novos músicos”, explica o maestro João Carlos Martins, ressaltando a importância da interação entre os músicos de várias localidades e integrantes do “Orquestrando o Brasil”, que nunca tiveram a oportunidade de se apresentar no Theatro Municipal de São Paulo, disse o maestro João Carlos.

A Bachiana Filarmônica SESI SP foi regida pelos maestros Edmilson de Siqueira Campos Júnior, da Orquestra de Sopros e Percussão Arte Jovem, de Brasília (DF); Leandro Loyola, da Orquestra ABCD, de São Paulo/SP; Israel Menezes, da Orquestra Rio Camerata, do Rio de Janeiro/RJ e da Orquestra de Câmara de Cascavel, do Paraná; Rosana Ribeiro, do Coral e Orquestra Matinatta, de Santo André/SP; Tiago da Silva Santos, da Orquestra da Associação Solidariedade Sempre, de Londrina/PR e Vitor Canassa, da Orquestra Filarmônica Jazz SESI SENAI, de Sorocaba/SP. Encerrando esse concerto especial, o maestro João Carlos Martins regeu a Bachiana Filarmônica SESI-SP com a participação da cantora Ana Lélia Losekann.

“Gratidão ao Orquestrando o Brasil por esses momentos de muita alegria e aprendizados, que nos incentivam a querer buscar e aprimorar ainda mais. Com certeza irei levar tudo que aprendi para o dia a dia do Arte Jovem”, declarou Edmilson de Siqueira Campos Júnior.

“Orquestrando o Brasil é o legado que pretendo deixar. Quero ajudar os milhares de grupos espalhados pelo país a evoluírem artisticamente, ampliando sua atuação e conquistando novos públicos. Queremos democratizar a música clássica no Brasil”, conclui o maestro João Carlos Martins.

O diretor da Fundação do Banco do Brasil, Rogério Biruel, acompanhou o concerto e falou do orgulho que a Fundação BB tem da parceira com o Orquestrando o Brasil. “É um projeto que, através da música, contribui com a transformação da vida de pessoas de muito talento e que, muitas vezes, precisam apenas de uma oportunidade. A competência, dedicação, carisma e a belíssima história de vida do maestro João Carlos fazem a diferença! A apresentação no Theatro Municipal foi fantástica. Foi emocionante ver quantos jovens e bons talentos tem o nosso Brasil”, declarou.

O projeto

O Orquestrando o Brasil é um projeto de mobilização através da música. Idealizado pelo maestro João Carlos Martins e realizado com apoio da Fundação Banco do Brasil e do Serviço Social da Indústria (Sesi/SP) e Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Por meio de uma plataforma que reúne atualmente 523 grupos espalhados pelo país, o Orquestrando o Brasil oferececapacitação para regentes e músicos, divulgação e apoio. Cerca de 20 mil músicos já interagem na plataforma desde a sua criação, em 2018. Até o momento, o projeto promoveu também mais de 15 encontros com regentes e coordenadores musicais nos estados de São Paulo, Paraná, Paraíba, Minas Gerais, Espírito Santo, Recife, Rio de Janeiro e Brasília e realizou seis concertos com grupos integrantes sob a regência do maestro João Carlos Martins.

Fonte: Fundação Banco do Brasil

Compartilhe.

Deixe uma resposta

19 − cinco =